OFICIAIS DA IHF COMPARTILHAM OS SEUS CONHECIMENTOS GLOBALMENTE





A IHF está empenhada em promover e desenvolver o andebol em todo o mundo.

E isso inclui também a arbitragem.


Por isso, todos os campeonatos continentais com qualificação para um evento da IHF, como um Campeonato do Mundo da IHF ou Jogos Olímpicos, devem estar sob a supervisão da própria IHF e incluir uma ou mais duplas de arbitragem neutros da IHF, além de um Supervisor da IHF.


Às vezes, um membro da Comissão de Regras de Jogo e Arbitragem da IHF também será nomeado, e todos trabalharão juntos, ajudando as duplas de árbitros do continente anfitrião, além da própria IHF, a desenvolver o campeonato da melhor maneira possível.


As federações também são incentivadas a solicitar ajuda, se necessário, da IHF para os seus oficiais em eventos continentais ou nacionais.


Nos últimos anos, vários árbitros e dirigentes da IHF trabalharam em ligas e torneios em todo o mundo, incluindo o Campeonato de Clubes Árabes, Campeonato Asiático de Clubes Masculinos (qualificação para o Super Globo IHF), liga do Catar, liga do Bahrain, liga da Arábia Saudita, Liga Coreana de Clubes Masculinos, Campeonato Mundial Universitário FISU e Jogos de Solidariedade Islâmica.



Um dever importante da IHF é ajudar o andebol global quando necessário.

Um continente ou país pode solicitar árbitros, delegados técnicos ou palestrantes da RPC para trabalhar durante as competições de clubes nacionais / continentais, lado a lado com os respetivos árbitros nacionais / continentais e delegados técnicos.

Em última instância, o objetivo é obter o melhor desenvolvimento possível de todas as competições resultando num ambiente e imagem positiva do andebol.

A partilha de conhecimento entre os árbitros também é feita por meio dos Cursos de Árbitros da IHF em países em desenvolvimento e com seminários online por meio do IHF Education Center.

Recentemente, arbitrar foi um assunto chave da 1ª Semana de andebol de Praia da IHF, que contou com a participação dos árbitros de handebol de praia da IHF Laura Buchón-Perea, Martin Gómer e Johan Gómer.

© 2020 CONSELHO DE ARBITRAGEM FAP

  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Instagram Basic Black