Estudo dimensões Psicológicas do árbitro de andebol

Na prossecução de um objetivo importante do mandato 2020/2024, o Conselho de Arbitragem irá iniciar estreita colaboração com algumas Universidades em Portugal. Pretende-se, assim, alargar o conhecimento científico que existe sobre a arbitragem do andebol e, com isso, melhorar as práticas que adotadas em diferentes domínios, melhorando a arbitragem e, consequentemente, a modalidade.

É nesse sentido que apresentamos um estudo pioneiro a nível mundial, e que o ISCTE-IUL irá coordenar.

Este estudo consiste na resposta a um questionário enviado pela universidade e ao qual agradecemos desde logo a vossa resposta célere e sincera.


Este desafio visa estudar várias dimensões psicológicas e comportamentais do árbitro de andebol, nas suas várias etapas, com o objetivo de  melhorar os desempenhos individuais, processos de recrutamento, de seleção e de acompanhamento dos vários níveis e duplas, ao longo da carreira.


No final da recolha, cada árbitro receberá um relatório individual das dimensões em análise, comparadas com as respostas de todo o grupo, o que será, acreditamos, um excelente instrumento de auto conhecimento.


Fica a garantia por parte do Conselho de Arbitragem, da equipa de investigadores do ISCTE-IUL e do ISPA, que o questionário e os resultados serão tratados de forma anónima e confidencial.

© 2020 CONSELHO DE ARBITRAGEM FAP

  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Instagram Basic Black